Auxílio-doençaDireito Previdenciário

TRF-4 garante auxílio-doença à empregada doméstica com problema na coluna

Publicado em

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) garantiu liminarmente a uma empregada doméstica, que sofre de doença degenerativa na coluna, o pagamento de auxílio-doença. Com a decisão, o desembargador federal Osni Cardoso Filho nega o recurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para suspender o benefício.

Após a concessão do auxílio em primeira instância, o INSS recorreu ao tribunal pedindo a suspensão do pagamento. A autarquia alegava que não teria ficado comprovada a probabilidade do direito e que caso o auxílio-doença venha a ser retirado ao final do processo, o prejuízo aos cofres públicos será irreversível.

A trabalhadora de Taquari (RS) tem 67 anos e apresentou laudo atestando transtorno de disco cervical e impossibilidade de realizar médios e grandes esforços nas atividades domésticas, não tendo condições de exercer a função remunerada.

O magistrado afirmou em sua decisão que, “o retardo na concessão do benefício já constitui uma violação irreparável, pois o bem jurídico é insubstituível”.

Fonte: TRF4

 

 

Leia também!

STF decide que não há previsão legal no direito à ‘reaposentação’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *